02 novembro 2010

# pornea


hás-de levantar-me o braço esquerdo contra 1 parede. e pulso com pulso beijar-me a boca. mão direita saia acima. mão direita calças adentro. ‘Bon alors ça suffit!’ agora desejo-te como se nunca te tivesse visto. e quero foder-te como se não tivesse nada para te dizer. de resto. recuperaremos a memória no fim. e diremos as palavras todas. tanto melhor se não for preciso dizer nada. a marca que ficar no pulso será a única evidência.

3 comentários:

eva.malainho disse...

sempre quis contra uma parede. a diferença está em que não acredito que possa ninguém, mas apenas deixar-me ser .

sandra andrade disse...

contra 1 parede é fácil.
pulso esquerdo com pulso esquerdo é que é 1 pouco mais habilidoso.

! disse...

perfect raw