15 julho 2010

# kardia

não terás coragem de me medir o pulso.
e perceber o momento exacto
em que me deites e te cales e me deixes só dormir 1 pouco.
em que acorde original só para isto. sem ter passado pelo café.
pelas pessoas. pelas casas. nem sequer pelos insectos.

nem terás coragem para me dar 1 estalo 3 segundos antes de eu acordar.
sempre com os teus dedos no meu pulso
para perceberes. se tiveres coragem e fizeres silêncio.
o único momento em que poderá acontecer qualquer tipo de assombro.
em que estou dolorosamente acordada e presente.

de resto.
caminho em galochas pela floresta.
em cuequitas.
a roer maçãs.
digo 1 macacadas.
rimos 1 pouco.
canto a marseillaise só para meter nojo e para que nunca mais te esqueças desse dia.
baixo os olhos.
faço charme.
corro 1 bocadito.
etc.
podia ser assim como podia ser assado.
dá-me igual.

acabarei por adormecer.
como todos os dias.
next!

4 comentários:

pedroludgero disse...

Adoro blogues que me avisam sobre a impropriedade dos conteúdos ;)

sandra andrade disse...

;)

sónia disse...

<3

sandra andrade disse...

<3 miauuu