31 julho 2008

e a cena é... (que também salva um dia)

Isabel Lucas: Sente-se próximo da Maria da Graça mesmo quando ela acredita plenamente que vai morrer de amor?

valter hugo mãe: Sim. Isso é lindíssimo. Acho que um dia destes vou morrer de amor também. Se eu morrer cedo não fiquem tristes, assim de uma forma mais bizarra, é porque morri de amor. Se Deus existir valia a pena existir só para isso, para que nós pudéssemos morrer de amor e depois haver o paraíso e lá poder encontrar a bela amada. Por mais absurdas e violentas que possam ser, acho que algumas coisas valem a pena. é aquela máxima: mais valem 30 anos intensos do que 70 em que nada nos acontece. Estou sempre a ver se me acontecem coisas. Há quem ache isto uma provocação tola. Pode ser, mas gosto de fazer as minhas revisões da matéria e perceber. Gosto do lugar do outro.

mais aqui

Sem comentários: